Atualmente é possível encontrar baús com vários materiais diferentes, mas os mais frequentes são madeira, aço e alumínio. A madeira, por exemplo, seja por questões ambientais ou de saúde, vem sendo substituída pelo aço galvanizado. Porém, ainda é fácil vê-la em ripas nas laterais e teto dos baús, pois isso facilita a amarração da carga.

É interessante observar que o alumínio tem se mostrado o material mais indicado para a construção de baús. Isso acontece por suas inúmeras vantagens:

• Maior durabilidade e resistência, cortando custos com manutenção;
• Leveza o que reduz a tara, permitindo maior capacidade de carga e ainda, auxilia na diminuição do consumo de combustível e lubrificante causando menor desgaste das peças e pneus;
• Mais segurança.

Existem também baús com aplicação de materiais de isolamento térmico ou vinil, ideais para operações específicas, das quais, vamos falar a seguir.

Os baús com revestimento isotérmico são sugeridos para operações envolvendo cargas perecíveis como frutas e verduras. Já para produtos ainda mais sensíveis a temperaturas altas, como medicamentos, carnes e chocolates, é recomendado o uso de equipamentos de refrigeração que garantam a manutenção da temperatura, evitando danos. Em geral, o isolamento térmico é realizado com superfícies de poliuretano e fibras, nas laterais, piso e teto do baú.

A aplicação do vinil é feita em baús lonados ou sliders, com o objetivo de facilitar a abertura, exposição, carga e descarga de carregamentos acondicionados em pallets, por exemplo.

Fique atento, a escolha do material do seu baú está diretamente ligada aos tipos de operação que ele realizará.
Para mais dicas como essa, continue nos acompanhando através do blog e de nossas redes: Facebook | Instagram