Mais importante do que a entrega do frete ou a integridade do bruto, só a saúde do caminhoneiro. Se o amigo estradeiro não estiver bem ao volante, corre um grande risco de sofrer um acidente ou acontecer algo pior. O Ministério da Saúde fez um levantamento dos principais problemas de saúde que podem ocorrer com os colegas na estrada e como prevenir:

1)      Sono no volante

Você pode vencer os desafios da rodagem com seu bruto, mas não consegue vencer o sono. Se os olhos ficarem pesados, não insista: encoste o caminhão em um lugar seguro e tire um cochilo por 20 ou 30 minutos. Organize sua rota para ter horários de descanso e respeite-os. Procure sempre dormir e acordar no mesmo horário e ter uma boa noite de sono. Evite também o uso de remédios ou rebites – eles mais fazem mal para você do que ajudam.

2)      Hipertensão

No seu caminhão, o que acontece quando há pressão demais? O bruto faz força em excesso e as peças se desgastam com mais facilidade. Com você é a mesma coisa: com pressão alta, os olhos, a cabeça e o coração são sobrecarregados. Dependendo da gravidade, pode causar a paralisação dos rins e até a morte. Fique atento a sintomas como dores no peito e na cabeça, tonturas, visão embaçada e sangramento nasal. Sempre que possível, vá a uma farmácia ou posto de saúde e verifique sua pressão.

Se você tiver hipertensão, fique atento. Ela não é uma doença que tem cura, mas tem tratamento. Seguindo as indicações do médico e evitando os fatores de risco – como fumar, beber, estar acima do peso, carregar demais no sal na comida e nervosismo – você fica longe da doença.

3)      Diabetes

O diabetes acontece quando o corpo não consegue mais processar o açúcar dos alimentos. O resultado disso pode ser cegueira, infarto, derrame cerebral e até mesmo amputação dos membros. O maior perigo desta doença é que você pode ter diabetes sem saber, pois ela só vai ser descoberta quando ocorre um problema mais grave.

Entre os sintomas do diabetes está a fome em excesso, perda de peso, tontura com visão embaçada, urina em excesso, cansaço, dormência nas pernas, dores no corpo e lesões de difícil cicatrização. Dores de cabeça, palpitações e zumbidos podem ser sintomas associados. Procure um posto de saúde se tiver algum destes sintomas e siga as orientações médicas.