O Volvo FMX é um caminhão preparado para trabalhar em situações extremas, como em áreas de mineiração e florestas, onde a estrada asfaltada não chega, e a irregularidade do terreno impera. No entanto, isso não significa que o motorista perca seu conforto ou faça muito esforço na hora de guiar um bruto nessas condições.

O novo FMX conta com a caixa de câmbio I-Shift, já presente em outros cargueiros da Volvo. A tecnologia permite dirigir um caminhão sem se preocupar com a troca de marchas – ela analisa qual a marcha mais adequada para cada situação, realizando trocas mais rápidas e precisas, economizando combustível.

Mas, se o FMX é um caminhão feito para rodar em terrenos irregulares e lidar com situações adversas, como a I-Shift pode ajudar o motorista? No novo Volvo FMX, a caixa de câmbio vem com três tipos de configuração, pensando nas possibilidades de aplicação do bruto:

– Transportes fora de estrada: para quem trabalha entre distâncias curtas e com paradas frequentes (operações de anda e para). A programação permite que o bruto trabalhe com giros mais altos, e adaptando-se às frequentes variações de terreno.

– Transportes pesados: O peso da carga é maior que 80 toneladas, ou existem vários reboques para serem puxados? Coloque a I-Shift neste modo que o seu caminhão estará pronto para encarar esse desafio.

– Veículo fora de estrada: Esta opção adapta várias características da I-Shift para otimizar o caminhão para atuar fora da estrada.

Com o novo FMX, não existe trabalho pesado, e sim trabalho simplificado.