Uma cabine confortável, segura e de primeira linha. A Globetrotter surgiu em 1979, na Europa. O aumento do tráfego comercial na Europa Oriental fazia com que os estradeiros da época passassem semanas na estrada, dormindo em seus brutos que, muitas vezes, não tinham as instalações adequadas. Alguns motoristas improvisavam estruturas de plástico no topo da cabine em forma de cama. Para dormir, eles tinham que entrar se rastejando pela abertura no teto do caminhão. Não era confortável, e tampouco seguro para o motorista, que dormia mal e precisava seguir viagem no dia seguinte.

A cabine Globetrotter foi criada pensando em três conceitos: classe, ambiente e conforto. “O ambiente de trabalho do motorista é muito importante para a Volvo, e principalmente, uma questão de segurança”, explica Jan Strandberg, que na época era gerente de mercado para a Volvo na Europa. “Uma cabine mal projetada resulta em menos segurança no trânsito. Um motorista cansado porque não teve uma noite de sono confortável é perigoso”, afirma.

Hoje, a cabine Globetrotter foi reinventada com o lançamento do novo Volvo FH. Com um metro cúbico a mais de espaço que o modelo anterior, o estradeiro ganha mais conforto e segurança na hora de trabalhar e descansar. Tudo foi planejado e pensado a partir do motorista – da cama com mais espaço à acessibilidade aos botões do painel do caminhão.

Com mais visibilidade do trecho, maior ergonomia ao volante e a utilização de novos materiais (mais leves e resistentes), a Globetrotter se destaca como a cabine mais segura e agradável do mundo.