Dirigir um bruto pelas rodovias é bem diferente do que rodar com ele dentro de uma cidade. As velocidades reduzidas e paradas constantes exigem muito do caminhão, provocando desgastes muitas vezes desnecessários.

“A maioria dos motoristas tende a se fixar em tudo que está à frente, seja outro veículo ou um sinal de trânsito”, explica Andrew Low, gerente de desenvolvimento de motoristas da Volvo internacional. Segundo ele, com planejamento é possível minimizar as trocas de marcha, frenagem e paradas completas, gerando economia de combustível, diminuindo o desgaste das peças e o principal: ampliando a sua segurança. Para isso, Low dá quatro dicas para os estradeiros:

1) Olhar além da situação imediata – Estar sempre um passo a frente do que acontece no trânsito, ao invés de focar apenas no que está em sua frente. Assim você consegue diminuir a velocidade ao invés de parar completamente.

2) Avaliar suas ações – vale a pena acelerar para aproveitar um sinal aberto, se eu vou ter que parar logo adiante?

3) Ser proativo – Acelerar e diminuir a velocidade gradualmente ajuda a economizar combustível e pastilha de freios. Pare o caminhão apenas quando for necessário e manter uma distância segura do veículo à frente.

4) Seguir as regras anteriores em outras situações – Entradas de rodovias, rótulas e curvas fechadas são exemplos onde a direção proativa pode ser útil.