Um papo entre estradeiros que se encontram no trecho muitas vezes fica em um tema só: caminhão. É a hora em que trocam experiências e dicas sobre suas práticas na atividade. O problema é que sempre tem alguém pronto para difundir uma ação errada, uma atitude que é hábito antigo entre os motoristas e tida como certa. Um exemplo disso é o uso do freio-motor na hora de descer uma estrada. Há quem rejeite fazer isso, achando que assim o bruto está gastando combustível, desgastando peças ou forçando o motor. Pelo contrário: existem muitos benefícios ao utilizar o recurso na hora de guiar.

O freio-motor deve ser utilizado para reduzir ou manter a velocidade quando o veículo estiver descendo uma serra. Para um uso eficiente, fique de olho no contagiros no painel: a faixa em azul é a melhor para a frenagem. Quanto maior a rotação do motor, melhor seu bruto vai segurar na descida. Utilize o pedal do freio para manter o giro dentro dos limites.

Como durante a descida você não acelera o caminhão, não há consumo de combustível, sendo mais seguro para você. Tampouco é prejudicial para o motor. Pelo contrário: você preserva as lonas de freio e tambores, pois estas são menos utilizadas, aumentando a vida útil do freio do seu bruto!

Cuidado com o que você anda ouvindo por aí. Para o seu bem, e para o bem do seu caminhão, use o freio motor na hora de descer a serra!