A lei de incentivo aos fabricantes de caminhões e vagões ferroviários foi sancionada ontem pela presidente Dilma Rousseff. A nova norma, que foi aprovada com vetos, reduz de 48 para 12 meses o prazo de depreciação das máquinas, gerando assim redução no pagamento de impostos de veículos comprados ou encomendados entre setembro e o final de 2012.

A lei surgiu de uma medida provisória que foi editada em agosto do ano passado. A MP procurava estimular os fabricantes de veículos pesados e ferroviários através de diversas medidas como concessão de rodovias e ferrovias e corte de IPI.

Contando com 17 artigos, a lei  não contempla o setor de embarcações e empilhadeiras utilizadas em portos, como também veta o artigo que procurava subordinar os brasileiros trabalhando no exterior à lei do país em que estivesse.